jusbrasil.com.br
23 de Outubro de 2017
    Adicione tópicos

    Sefaz leiloa 286 lotes que vão de confecções a equipamentos de informática

    O segundo leilão online da Secretaria de Fazenda de Mato Grosso deste ano começou nesta segunda-feira (18.07). Ao todo são 286 lotes com confecções para adultos e crianças, calçados, bijuterias, cosméticos, perfumes, produtos eróticos, roupas de cama, equipamentos de informática, acessórios para celular, equipamentos de telefonia, itens de pet shop, dentre outros. O menor lance é de R$ 45 referente a um eixo de transmissão. Já o maior é de R$ 18.191,00, que contempla peças eletrônicas para telecomunicações.

    Além disso, há 85 peças de confecções no valor de R$ 12.784,00; quatro anéis de formatura avaliados em R$ 3.013,00; 52 perfumes a R$ 2.338,00; e 230 produtos eróticos a R$ 913,00. Outros itens que se destacam são 40 peças de pet shop que somam R$ 1.096,00; 98 lentes oftalmológicas a R$ 3.197,00; e 15 bloqueadores de sinal de celular a R$ 17.243,00, dentre outros.

    Os lances serão exclusivamente virtuais e os itens estão disponíveis para arremate no portal www.kleiberleiloes.com.br até 1º de agosto, às 10h. A lista com todos os lotes também está acessível no Portal da Sefaz, opção Leilão, onde constam descrições detalhadas e fotos atuais das mercadorias e produtos.

    Os interessados poderão conferir os produtos até 29 de julho, de segunda a sexta-feira, das 13h às 17h, no Depósito Central da Sefaz, localizado na Rua Pedro Paulo de Faria Júnior, S/Nº, paralela à BR 364, esquina com a Rua X, no Distrito Industrial, em Cuiabá.

    O dinheiro arrecadado com o leilão será utilizado para o abatimento dos débitos do contribuinte junto ao fisco. Qualquer pessoa (maior de 18 anos), tanto física quanto jurídica, pode participar do leilão, desde que não seja servidor público lotado na Secretaria de Fazenda do Estado.

    Os lotes são montados a partir dos Termos de Apreensão e Depósito (TADs) e cada lote representa um TAD. Os valores são determinados pela Sefaz, com base no mercado atacadista, com uma depreciação de aproximadamente 30%, e nos poucos casos onde há documentação dos produtos, na nota fiscal.

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)